Picual

Aspectos Gerais

Disseminação: Espanha e Portugal.
Divulgação atual da variedade: Azeite.

Descrição Agronómica e Económica

-Cultivar de grande rusticidade, muito produtiva e regular.
Entrada em produção precoce. 
Azeitona de peso médio (2-4g); endocarpo de peso elevado (>0,45g).
Relação polpa/carroço média.

-Alta capacidade de propagação vegetativa por estaca semilenhosa (>70%).

-Início da plena floração (na região de Elvas e ano médio): 13 de Maio; duração média de floração: 17 dias.

-Época de maturação média, na 2ª quinzena de Novembro (Elvas).

-Baixa resistência do fruto ao desprendimento e queda natural média. Cultivar apropriada à colheita mecânica com vibrador de troncos.

-Muito susceptível ao Verticillium e susceptível ao olho-de-pavão.

-Tolerante à tuberculose e à lepra.

-Susceptível à mosca da azeitona, à cochonilha e à traça.

-Susceptível à seca e ao calcário ativo.

-Tolerante ao frio, à salinidade e ao excesso de humidade no solo.

-Alto rendimento em azeite (22-24%), pobre em ácido linoleico, de elevada qualidade e estabilidade. O azeite em novo apresenta um travo característico que perde depois de algum tempo armazenado.

Identificação Morfológica

Árvore: Vigor médio, arborescência espessa, porte aberto e entrenós de tamanho médio (1-3cm).

Folha: Forma elíptico-lanceolada, largura e comprimento médios, curvatura longitudinal do limbo hiponástica.

Inflorescência: Comprimento médio e nº de flores/inflorescência baixo (<18 flores).

Fruto: Forma ovóide; assimétrico; diâmetro transversal máximo ao centro; ápice arredondado e base truncada; mamilo ausente; lenticulas abundantes e pequenas; início de viragem no ápice; totalmente negro em plena maturação.

Endocarpo: Forma elíptica, assimétrico na posição A e simétrico na posição B; diâmetro transversal máximo ao centro; ápice pontiagudo e base arredondada; superfície rugosa; sulcos de distribuição uniforme (7-10); ápice sem mucrão.

© Copyright 2019 PLANSEL GROUP | website by: Cazulo